REDES SOCIAIS

29°C

Paccola cita dificuldade em focar 100% na campanha eleitoral

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

O vereador e candidato a deputado estadual, Tenente Coronel  Paccola (Republicanos), disse nesta quarta-feira (17), em entrevista ao podcast Tudo&Politica, que terá dificuldades em focar integralmente em sua campanha eleitoral, por possuir processos em andamento que “dificultará” sua candidatura.

Paccola matou o agente socioeducativo, Alexandre Miyagawa, de 41 anos, com três tiros pelas costas no dia 1° de julho.

“A minha preocupação hoje, e eu acho que vai atrapalhar sim a minha campanha é que enquanto hoje os meus concorrentes estão preocupados em fazer campanha, eu tenho que me preocupar com a campanha, com o mandato, com a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que estou na presidência, tenho que me preocupar com o processo de cassação e o processo na justiça estadual […] não tem como eu falar que vou focar 100% na campanha”, disse Paccola.

No início deste mês, o vereador chegou a apresentar um pedido de afastamento para se dedicar ao período eleitoral.

Em sessão, o parlamentar, afirmou que seria “inadmissível” que ele continuasse recebendo recursos de Cuiabá enquanto disputa o cargo na Assembleia.

Na ocasião, o vereador ainda ressaltou que o afastamento não estava relacionado à morte de Alexandre e a decisão de se afastar das atividades durante o período de campanha já estava em seus planos desde antes do ocorrido.

Apesar disso, como sua solitação não chegou a ser apreciada em plenário, Paccola desistiu da licença e continua no cargo.

Atualmente, o Tenente é réu por homicídio qualificado e teve o seu porte de armas suspenso pelo Ministério Público.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS