REDES SOCIAIS

19°C

Parlamentares de MT vão a Brasília para cobrar Receita Federal sobre liberação da venda de ouro

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

Uma comitiva mato-grossense, formada pelo governador em exercício Otaviano Pivetta (Republicanos), o senador Jayme Campos (União Brasil), deputado federal Fábio Garcia (União Brasil) deputada estadual Janaina Riva (MDB) e deputado Doutor Eugênio (PSB), viajou até Brasília, na sede da Receita Federal para cobrar agilidade na liberação dos lotes de ouro para exportação. O embargo vem causando prejuízos em cidades mineradoras do Estado e no setor em si.

Na reunião, os parlamentares questionaram a Receita os reais motivos de atrasar os procedimentos e ainda as providências que estão sendo tomadas para sanar a questão.

A coordenadoria-geral da Receita admitiu que a demora na liberação dos lotes de ouro para exportação está, de fato, incompatível com os procedimentos do órgão. Ela prometeu à comitiva mato-grossense dar solução o quanto antes, já que municípios como Peixoto de Azevedo, Poconé, Nossa Senhora do Livramento, Terra Nova do Norte, entre outros, estão enfrentando dificuldades de arrecadação e, ao mesmo tempo, suscetíveis a atividades ilegais.

As mineradoras estaduais estão enfrentando dificuldades em comercializar sua produção por conta à suspensão da compra de ouro pelas empresas cadastradas no Banco Central. Por isso, elas não conseguem exportar os lotes acumulados no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos.

O embargo iniciou desde março há aproximadamente desde o mês de março. Alguns produtos minerais estão retidos por até 40 dias. Com isso, trabalhadores estão sendo demitidos porque os empresários não conseguem vender o mineral.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS