REDES SOCIAIS

34°C

Petit lamenta empate, mas elogia volume ofensivo do Cuiabá: “O goleiro rival foi o destaque”

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O Cuiabá está garantido na repescagem da Copa Sul-Americana, mas poderia ter chegado à última rodada com chances de classificação direta às oitavas de final. Isso se tivesse transformado em gols as inúmeras oportunidades criadas contra o Deportivo Garcilaso. O técnico Petit valorizou o volume ofensivo, mas disse que irá utilizar a pausa no Brasileirão para trabalhar a conclusão das jogadas.

Foram 24 arremates, dez a mais que o adversário, mas somente sete acertaram o alvo. A equipe auriverde teve pelo menos cinco oportunidades claras para balançar a rede e consagrou o goleiro Miguel Vargas como um dos destaques da partida.

Apesar da falta de precisão no lance final, o comandante do Dourado elogiou o desempenho e a postura do time ao longo do jogo.

– Entramos com a mentalidade de levar a decisão para o último jogo, trabalhamos para isso. O goleiro do adversário foi o homem do jogo, tivemos 24 arremates e sete na direção do alvo. Nós criamos por fora, por dentro, cruzamentos, foi uma pena não conseguirmos finalizar. Mas ficaríamos mais preocupados se não conseguíssemos criar situações de gol. Merecíamos os três pontos pelo que fizemos ao longo do jogo, mas o time mostrou a mentalidade que eu quero, a ambição de lutar sempre pelos três pontos. Mas às vezes quando não se dá pra ganhar, não se pode perder. Vamos para a fase seguinte satisfeitos com o comportamento dos jogadores e pela qualidade.

Para exemplificar a evolução na fase de construção das jogadas, Petit usou o jogo contra o Vila Nova, pela Copa Verde, como exemplo. No confronto que decretou a eliminação do clube, o Cuiabá abriu 4 a 0 e poderia ter ampliado a vantagem se tivesse sido mais efetivo na hora de concluir.

Para o treinador, a pausa no Brasileirão vai ser fundamental para trabalhar as finalizações e realizar os ajustes necessários. Se não houver mudanças, o Dourado volta a campo pela Série A somente no dia 2 de junho, contra o Fortaleza, na Arena Pantanal.

– É claro que tudo faz parte do trabalho, tanto o processo defensivo quanto o ofensivo. No último jogo, na Copa Verde, fizemos quatro gols e poderíamos ter feito mais. Claro que só com dois dias de descanso não podemos trabalhar esses processos de finalizações pois a fadiga está presente nos jogadores. Mas agora com essa pausa vamos trabalhar todos os momentos que achamos que podemos melhorar em cada setor.

O próximo compromisso do Cuiabá é somente no dia 23 (quinta-feira), contra o Goiás, pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. Depois de perder por 1 a 0 na ida, a equipe joga em casa para tentar reverter e avançar de fase.

Fonte GE Esportes

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS