REDES SOCIAIS

19°C

PF ouve Mauro Cid no inquérito das joias nesta sexta-feira

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

A Polícia Federal ouve mais uma vez, nesta sexta-feira (26), o delator e ex-braço direito do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) Mauro Cid. Desta vez, o depoimento será no inquérito das joias que Bolsonaro recebeu como presente.

Agentes da PF estão nos Estados Unidos realizando as diligências finais da investigação sobre a suspeita de venda de joias do acervo da Presidência da República. A equipe, formada por um delegado e um agente, vai ouvir Cid por videoconferência, para esclarecer dúvidas.

O roteiro de investigação nos EUA incluiu diligências nas cidades de Miami (Flórida), Wilson Grove (Pensilvânia) e Nova Iorque (NY).

Acompanhamento do FBI

A primeira parte da cooperação internacional foi concluída com o envio de documentos e informações bancárias dos envolvidos nas investigações. Na fase atual, estão sendo feitas diligências de campo, inclusive entrevistas e colheita de depoimentos.

Os policiais são acompanhados por agentes especiais da polícia americana e utilizam a estrutura do FBI, a polícia federal americana, durante as investigações. Após a viagem, os investigadores devem concluir o inquérito.

Histórico

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

O ex-presidente Jair Bolsonaro ganhou joias e presentes no exercício do mandato, e investigações da PF mostram que os itens começaram a ser negociados nos EUA em junho de 2022.

Entre elas estava um kit de joias composto por um relógio da marca Rolex de ouro branco, um anel, abotoaduras e um rosário islâmico entregue a Bolsonaro em uma viagem oficial à Arábia Saudita em outubro de 2019.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS