REDES SOCIAIS

23°C

Por demagogia e “politicagem”, vereador ignora lei federal e espalha fake news

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

[23:34, 14/06/2022] Camila Midianews: O vereador por Cuiabá, sargento Joelson (PSB), em uma ação de pura demagogia e politicagem, saiu espalhando vídeos nas redes sociais com uma fake news a respeito do projeto que autoriza a cobrança da taxa da coleta de lixo por meio da fatura de água e esgoto na Capital.

Não bastasse o despreparo do parlamentar, a postura ainda mostra desconhecimento – ou má-fé –, uma vez que o projeto nada mais faz do que atender ao novo Marco Legal do Saneamento Básico, sancionado pelo presidente, Jair Bolsonaro (PL), em julho de 2020.

Pela legislação, todos os municípios brasileiros devem, de forma obrigatória, regulamentar a taxa de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos.

Vale lembrar que, em dezembro do ano passado, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) chegou a encaminhar um projeto à Câmara na tentativa de garantir que ao menos 35 mil famílias cuiabanas fossem isentadas da cobrança. Naquela ocasião, oito vereadores foram contra a medida, impedindo que o beneficio fosse aplicado.
[23:46, 14/06/2022] Camila Midianews: Deputado diz que Mendes “nega direito à Educação” em MT

O deputado estadual Ludio Cabral (PT) aproveitou a convocação do secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Maurício Munhoz, para tratar da situação das escolas técnicas estaduais e lembrou o histórico de problemas enfrentados na Educação pública de Mato Grosso.

“Infelizmente, o atual governador do Estado não tem como prioridade a Educação no Estado. Se tivesse, não estaria fechando escolas no estado todo”, afirmou.

“Não adianta esse discurso economicista, de racionalizar, de ocupar melhor os espaços porque na prática é fechamento e negação do direito das pessoas a acessar a educação” disparou o deputado.

As declarações foram publicadas em suas redes sociais e, nos comentários da postagem, pessoas reiteraram os apontamentos.

“A educação foi extremamente sucateada nesses quatro anos de Mauro Mendes”, escreveu um seguidor. “Mauro Mendes, o coveiro das escolas”, criticou outro.

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS