REDES SOCIAIS

26°C

Presidente do Cuiabá diz estar entre dois técnicos e faz mea-culpa por demora: “Estou pecando nisso”

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O Cuiabá ultrapassou a barreira dos 80 dias sem técnico. Em coletiva de imprensa na noite do último sábado, após a derrota para o Atlético-MG, o presidente do clube, Cristiano Dresch, assumiu a responsabilidade pela demora.

O dirigente disse que o trabalho do interino Luiz Fernando Iubel bateu no teto e garantiu uma definição muito em breve sobre o sucessor de António Oliveira, contratado pelo Corinthians no início de fevereiro.

– Não ter um técnico é uma responsabilidade do clube. A gente já deveria ter um treinador aqui. Criamos um filtro muito pequeno pra trazer o técnico. O Luiz já fez o máximo que podia, mas chegou num momento que a laranja não vai mais sair suco. A gente está no mercado, estamos buscando e eu acredito que nos próximos dias vamos ter uma resolução desse problema.

Dresch mostrou-se extremamente irritado com o desempenho da equipe no revés por 3 a 0 e cobrou publicamente por mudança de atitude dos jogadores.

– Independente de a gente ter um técnico ou não, os jogadores precisam assumir mais a responsabilidade. Quem está no dia a dia do Cuiabá vê que o trabalho não é ruim. Não falta informação aos atletas. É um trabalho praticamente igual ao do António. […] Não ter o treinador é culpa minha, mas entrar dentro do campo e passar essa vergonha não é culpa minha, não é culpa do Luiz. Hoje o Cuiabá sofre um problema interno grande de falta de lideranças.

Sem citar nomes, o mandatário revelou estar entre duas opções para o comando técnico auriverde. Apesar da mea-culpa pelo longo período sem um efetivo no cargo, ele pontuou que preza pela convicção para evitar lidar com demissões.

– Tenho que assumir a responsabilidade, não adianta eu chegar e falar que estou sem sorte e por isso não estou achando um técnico. Eu já devia ter contratado, estou pecando nisso. Agora, não vou trazer qualquer pessoa para cá. Já tive experiência de trazer um treinador sem estar convicto e não deu certo. Troca de treinador é uma coisa bem difícil de fazer. Hoje tenho a convicção de dois nomes e vou fechar com deles.

Sob comando do auxiliar fixo, o Cuiabá sequer pontuou no Brasileirão e amarga a lanterna da tabela. A equipe mato-grossense perdeu os três jogos que fez – tem um a menos – e volta a campo na próxima quinta-feira, fora de casa contra o Goiás, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Fonte GE Esportes

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS