REDES SOCIAIS

26°C

PT fica com a relatoria da CPI da Braskem no Senado e Renan Calheiros deixa comissão

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Após um longo dia de discussões, o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Braskem, Omar Aziz (PSD-AM), definiu que o senador Rogério Carvalho (PT-SE) será o relator.

“Para que a gente possa ter uma relação isenta de pessoas ligadas de Alagoas, eu indico o senador Rogério Carvalho (PT-SE), como relator”, Omar Aziz.

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Durante a escolha, Omar Aziz pediu para que o senador Renan Calheiros (MDB-AL), que protocolou o pedido de criação da CPI e pleiteava a vaga de relator, entendesse a decisão, mas Calheiros acabou dizendo que vai deixar a composição da comissão.

?Eu deixo a comissão por não concordar com o encaminhamento da relatoria?, afirmou Calheiros.

Renan ainda ponderou a escolha dizendo que se o caso tivesse ocorrido em Sergipe, ele abriria mão da relatoria para que Carvalho assumisse por ter mais conhecimento da situação na região.

?A designação do senador Omar Aziz do senador Rogério Carvalho é regimental, mas eu confesso que se houvesse um crime ambiental desta magnitude em Sergipe, eu lhe concederia essa oportunidade. E talvez a Vossa Excelência teria tido mais propriedade para acompanhar?, afirmou Renan.

Indicados

A CPI, que vai ocorrer estritamente no Senado, é composta por 11 senadores e sete suplentes, totalizando 18 vagas.

Dentre os 18 representantes, apenas oito são do Nordeste. Todos os senadores de Alagoas integraram a CPI.

Veja os titulares já indicados:

  • Renan Calheiros (MDB-AL)
  • Efraim Filho (União-PB)
  • Rodrigo Cunha (Podemos-AL)
  • Cid Gomes (PSB-CE)
  • Omar Aziz (PSD-AM)
  • Jorge Kajuru (PSB-GO)
  • Otto Alencar (PSD-BA)
  • Rogério Carvalho (PT-SE)
  • Wellington Fagundes (PL-MT)
  • Eduardo Gomes (PL-TO)
  • Dr. Hiran (PP-RR)

Suplentes indicados:

  • Fernando Farias (MDB-AL)
  • Jayme Campos (União-MT)
  • Soraya Thronicke (Podemos-MS)
  • Angelo Coronel (PSD-BA)
  • Fabiano Contarato (PT-ES)
  • Magno Malta (PL-ES)
  • Cleitinho (Republicanos-MG)

Caso Braskem

Em dezembro, parte da mina 18 da Braskem, sob o trecho da lagoa Mundaú, que fica no bairro do Mutange, sofreu um rompimento.

A mina e todo o seu entorno estão desocupados desde o primeiro aviso de risco de colapso na região, divulgado no dia 29 de novembro.

A mina sob risco é uma das 35 que a Braskem mantinha na região para extração de sal-gema.

Em cinco anos, desde que surgiram as primeiras rachaduras em casas e nas ruas por causa da mineração realizada na região pela Braskem, mais de 14 mil imóveis tiveram que ser esvaziados em cinco bairros, afetando cerca de 60 mil pessoas.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS