REDES SOCIAIS

22°C

Sob pressão da Nacional, Max avalia união do PSB com esquerda

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

O deputado estadual e presidente do PSB em Mato Grosso, Max Russi, deve discutir com o diretório estadual sobre qual será o posicionamento para um possível alinhamento à Federação Brasil da Esperança, formada por PT, PV e PCdoB, após pedido do presidente da sigla, Carlos Siqueira.

Segundo informações, inicialmente, a líder nacional do PT, Gleice Hoffamann, acionou Carlos Siqueira, para que fosse aberto o debate em que o PSB em Mato Grosso caminhasse junto ao projeto nacional.

“Teve um pedido da presidente nacional do PT para ele [Carlos Siqueira], para que fizesse esse encaminhamento aqui. Ele nos passou isso, vamos reunir o partido nos próximos dias pra ver qual encaminhamento vamos dar”, disse a assessoria do deputado.

No projeto nacional à presidência da República, o PSB tem Geraldo Alckmin como vice de Luis Inácio Lula da Silva (PT).

Porém, em Mato Grosso, Max defende a candidatura própria ao Senado da pré-candidata Natasha Slhessarenko, o projeto de reeleição do governador Mauro Mendes (União Brasil), e também demonstra “alinhamento” com Bolsonaro (PL), que busca se manter à frente do país.

Com esse movimento político alavancado pela nacional, o parlamentar pode caminhar à oposição, não por desejo próprio.

Federação em MT

A federação Brasil da Esperança já conseguiu realizar uma composição ao Senado. O deputado federal, Neri Geller (PP), que busca à senatória será o titular, tendo a primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro (PV), como 1ª suplente. A 2ª suplência segue em aberto. 

Para o governo, ainda não há nenhuma definição. O objetivo é ampliar o palanque para Lula em Mato Grosso.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS