REDES SOCIAIS

34°C

Solidez defensiva e finalizações: Petit define prioridades para o Cuiabá treinar na pausa da Série A

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Serão mais de 25 dias sem entrar em campo pelo Brasileirão. O técnico Petit vai estrear na Série A somente um mês depois de ser anunciado oficialmente pelo Cuiabá. Enquanto isso, o treinador conduz o time nas copas e aproveita o tempo precioso para encaixar seu modelo de jogo e fazer os ajustes necessários.

Por conta da pausa no campeonato nacional, o Dourado terá compromissos pela Copa do Brasil e Copa Sul-Americana até o dia 2 de junho, quando recebe o Fortaleza. Na competição continental, inclusive, já está classificado para a repescagem e sem chances de assumir a liderança da chave – o que possibilita testes.

O próximo desafio é no dia 23, uma semana completa após duelar contra o Deportivo Garcilaso. Contratado em meio à crise dentro de campo, o técnico Petit terá um período raro para descansar jogadores e trabalhar taticamente o time.

Depois do empate pela quinta rodada da Copa Sul-Americana, o comandante elogiou a fase de criação do Cuiabá. Apesar disso, enfatizou a necessidade do time ajustar a conclusão das jogadas. Na ocasião, foram 24 arremates, mas só sete acertaram o alvo.

– Claro que só com dois dias de descanso não podemos trabalhar esses processos de finalizações, pois a fadiga está presente nos jogadores. Mas agora com essa pausa vamos trabalhar.

Além de afinar o time no terço final, Petit terá chance de acertar a organização defensiva. O Dourado foi vazado em dois dos três jogos sob o comando do técnico. Com foco em manter a boa fase, ele destacou a importância de dar solidez para ficar mais perto da vitória diante de jogos mais desafiantes.

– Sobre a organização defensiva, nesta pausa vamos trabalhar os quatro momentos do jogo, mais as bolas paradas. Dentro disso, vamos preparar bem os jogos dentro do que vem acontecendo desde a nossa chegada. São gols em pormenores que precisamos estar mais atentos, ser mais agressivos, seja nas bolas paradas ou em transições. Vamos trabalhar bem esses dias para a equipe entender melhor o que pretendemos e crescer, porque se não sofrermos gols, estamos muito mais próximos de ganhar com a quantidade de oportunidades que criamos. É esse aspecto e esse equilíbrio que vamos trabalhar nesses dias.

Antes de encarar o Fortaleza, o Cuiabá terá pela frente o Goiás, pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil, e o Lanús, pela última rodada da primeira fase da Sul-Americana.

Fonte GE Esportes

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS