REDES SOCIAIS

30°C

Tebet sobe no palanque de Lula ao lado de Fernando Haddad pela 1ª vez

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

A ex-senadora Simone Tebet (MDB) quebrou o protocolo que havia estabelecido de não participar de eventos de campanha com Fernando Haddad, candidato ao governo de São Paulo pelo PT. Na noite desta segunda-feira (24), em ato realizado na PUC de São Paulo, Tebet subiu no palanque com Haddad e Lula e foi uma das estrelas do evento.

Tebet havia dito que não participaria de atos com Haddad em respeito à decisão do diretório estadual do MDB, que declarou apoio a Tarcísio de Freitas (Republicanos). A ex-senadora estabeleceu como condição para a participação dela nos atos de campanha em São Paulo a presença apenas de Lula, e não de Haddad.

Até por isso, a ex-senadora cancelou a participação em um encontro de Lula e Haddad com lideranças religiosas católicas na semana passada, numa casa de eventos no centro de São Paulo.

Nesta segunda-feira, Tebet fez campanha para Lula na cidade de Niterói (RJ), enquanto o ex-presidente cumpria agendas em São Paulo. Não havia previsão da participação dela no ato da PUC. A ex-senadora, no entanto, viajou para São Paulo e chegou no final do evento, a tempo de fazer um discurso.

O engajamento dela na campanha de Lula, com discursos contundentes contra Jair Bolsonaro, tem entusiasmado o QG petista. Tebet foi uma das mais aplaudidas pela militância na PUC ontem.

?Na década de 70 eu tinha pouco mais de quatro ou cinco anos e escutava atrás da porta homens públicos como Tancredo [Neves], Ulysses [Guimarães], Mário Covas, homens como Lula falarem de regime de exceção. Que eles estavam prontos para a luta. Hoje, 40 anos depois, o nosso grito é contra todo o retrocesso civilizatório, contra um presidente desumano, um presidente da República que nega a ciência, negou a vacina no braço do povo brasileiro. Um presidente da República que não ama seu povo, que é misógino, que não respeita os direitos das minorias. Que é autocrata, que num segundo mandato instalaria no Brasil uma ditadura branca.?

Um dos organizadores do evento acredita que a participação de personalidades de diversos partidos e organizações, assim como a forte presença de público, encorajaram Tebet a ir ao ato e discursar.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS