REDES SOCIAIS

28°C

8 de janeiro: Exército diz ter aplicado punições disciplinares a dois militares

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

O Exército Brasileiro informou que puniu disciplinarmente dois militares por “conduta e procedimentos adotados durante a ação no Palácio do Planalto” no dia 8 de janeiro.

Segundo o Centro de Comunicação Social do Exército, após apuração, a instituição afirmou não ter encontrado indícios de que os dois punidos tenham cometido crimes, mas que praticaram transgressões disciplinares. A instituição não especificou quais foram as condutas dos militares.

Na nota divulgada à imprensa nesta quinta-feira (4), a instituição não revelou os nomes dos militares punidos e também não detalhou quais sanções foram aplicadas (veja a íntegra do comunicado ao final desta reportagem).

O Exército informou ainda que, depois do dia 8 de janeiro de 2023, foram abertos quatro Inquéritos Policiais Militares (IPMs) e quatro processos administrativos com a finalidade de apurar crimes ou desvios de conduta de militares da instituição.

Os inquéritos, segundo a nota, foram encaminhados à Justiça Militar. Até o momento, a Corte Militar condenou um coronel da reserva do Exército, o que ocorreu em novembro.

Íntegra da nota do Exército

Leia abaixo a íntegra do comunicado do Exército:

O Centro de Comunicação Social do Exército informa que os eventos do dia 8 de janeiro de 2023 ensejaram a instauração de 4 (quatro) Inquéritos Policiais Militares (IPM) e 4 (quatro) processos administrativos (sindicâncias) com a finalidade de apurar eventuais crimes ou desvios de conduta de militares do Exército Brasileiro.

Os inquéritos, após concluídos, foram encaminhados à Justiça Militar que condenou, no momento, um coronel da reserva do Exército. As demais apurações estão sendo conduzidas sob a fiscalização do Ministério Público com o intuito de serem submetidas aos seus juizados competentes.

Quanto às sindicâncias instauradas, apurou-se não haver indícios de crime nos casos por elas investigados, mas transgressões disciplinares na conduta e procedimentos adotados durante a ação no Palácio do Planalto, que após apuradas ensejaram duas punições disciplinares aos militares envolvidos.

Cabe destacar que o Exército Brasileiro reafirma seu compromisso com a legalidade e transparência na prestação de informações à sociedade brasileira e com o combate à desinformação.

Atenciosamente

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS