REDES SOCIAIS

26°C

Áudio de Júlio Campos expõe clima de tensão e racha no União Brasil

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Após ser chamado de “deputado sombra” pela primeira-dama do estado, Virginia Mendes, o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM) foi detonado pelo colega de sigla, o ex-senador Júlio Campos.

Em um áudio que acabou viralizando em grupos de whatsapp e nos sites de notícias, Júlio acusa Botelho de “fazer uma campanha suja” em Várzea Grande. Pelo que o ex-senador demonstra, nomes ligados ao presidente da Assembleia estariam fazendo promessas de nomeações supostamente em troca de apoio político a Botelho.

“Recebi seu recado em relação ao Wender, filho do [ex-vereador João] Madureira, em relação a campanha suja que o Botelho está fazendo, oferecendo o que ele não tem a dar. Não se pode mais nomear ninguém, nem no Estado, nem no município. A lei já proíbe. Nos meses anteriores à eleição não tem nomeação. Só quem for concursado e tiver necessidade de ser nomeado que o Governo e Assembleia podem fazer”, disparou Julio.

“Então, é conversa fiada. Desminta esse moleque disso aí. Eu vou dar um corretivo nele, está bem? Pessoalmente”, completou o ex-senador, que deve tentar uma vaga ao Legislativo Estadual.

Aparentemente, há um clima de tensão, animosidade e porque não dizer um “racho” dentro do partido do governador.

Fonte: Gesp News

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS