REDES SOCIAIS

12°C

Barranco nega que Tigresa foi barrada por motivos eleitoreiros e diz que irá acatar decisão nacional do PT

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

O presidente estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), deputado Valdir Barranco, negou que a filiação da atriz pornô Esther Caroline Perralto, popularmente conhecida como ‘Tigresa Vip’, tenha sido barrada da sigla por uma disputa de votos na região Norte do estado. Tigresa, que havia anunciado a pré-candidatura a deputada estadual, ajuizou um recurso na Executiva Nacional do partido e aguarda a decisão.

“Absurdo isso. Se fosse assim, nós teríamos que tirar todos que fossem candidatos. O Legislativo é a expressão popular. Portanto, cada um que se candidata, tem o seu público, o seu eleitorado, o meu eleitorado é quase na sua essência o público da região agrária, da agricultura familiar. Eu também tenho um eleitorado importante na educação. Da Rosa Neide é geral, mas principalmente da educação, dos indígenas”, enfatizou, em entrevista na Assembleia Legislativa (ALMT) na última quarta-feira (04).

Ao ser questionado pela imprensa sobre o áudio em que a deputada federal Rosa Neide demonstra uma articulação junto à Executiva Nacional contra a candidatura de Esther e diz não estar disposta a fazer campanha para virar “chacota”, Barranco minimizou as críticas.

“Eu não sei o contexto desse áudio, e é algo que eu nem vou mais comentar, porque como já teve recurso, então, tem que decidir na instância superior. O que a Nacional decidir, eu vou acatar”, disse.

O parlamentar reforçou a tese de que ‘Tigresa’ foi desfiliada da sigla porque o presidente do diretório municipal de Barão de Melgaço, onde Esther se filiou, não teria tido conhecimento da filiação e ficou sabendo pela imprensa. Por outro lado, a atriz pornô cita preconceito e discriminação por parte de dirigentes da sigla.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS