REDES SOCIAIS

34°C

Bolsonaro no JN: ‘Precisei provocar para que chegasse a esse ponto’, diz candidato sobre eleições limpas e transparentes; trecho

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Em entrevista ao Jornal Nacional, nesta segunda-feira (22), o presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) foi perguntado sobre ameaçar não ter eleição no Brasil.

“Teremos eleições. O ministro Alexandre de Moraes acabou de assumir. […] Tenho certeza que o ministro Alexandre de Moraes vai conversar e chegar a bom termo nessa questão de eleição. Agora, precisei provocar para que chegasse a esse ponto. Pode ter certeza que vão ter eleições limpas e transparentes vão ocorrer esse ano.”

O presidente também falou sobre ter xingado ministro do Supremo Tribunal Federal e sobre ataques sem prova nenhuma ao sistema eleitoral.

“Sim, e ele vinha fazendo contra mim. Você falou ministro, e foi um ministro em específico. Foi um ministro em específico. […] Quem vem sendo perseguido o tempo todo por um ministro do Supremo sou eu. Um inquérito completamente ilegal. E as medidas que vinham sendo tomadas por esse ministro eram contestadas. Lá atrás, inclusive, a procuradora Raquel Dodge, deu um parecer para que esse inquérito deixasse de existir. E continuou existindo. A temperatura subiu.

“Hoje em dia, pelo que tudo indica, está pacificado. Espero que seja uma página virada. Até você deve ter visto, por ocasião da posse do senhor Alexandre de Moraes um certo contato amistoso nosso lá. E quem vai decidir essa questão de transparência ou não serão, em parte, as Forças Armadas que foram convidadas a participar da comissão e transparência do sistema eleitoral.”

As declarações foram dadas pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) em entrevista ao Jornal Nacional, nesta segunda-feira (22). Candidato à reeleição, ele aparece em segundo lugar nas intenções de voto no primeiro turno com 32%, de acordo com pesquisa Datafolha divulgada em 18 de agosto. O levantamento aponta que em primeiro lugar está o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com 47%.

Próximos entrevistados

Bolsonaro abriu a série de entrevistas do Jornal Nacional com os presidenciáveis. Ciro Gomes (PDT) participará na terça (23); Lula (PT) na quinta (25); e Simone Tebet (MDB) na sexta (26).

Receberam convite os cinco candidatos mais bem colocados na pesquisa divulgada pelo Datafolha em 28 de julho: Lula, Bolsonaro, Ciro, Tebet e André Janones (Avante), que depois retirou a candidatura.

Um sorteio realizado em 1º de agosto com representantes dos partidos definiu as datas e a ordem das entrevistas.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS