REDES SOCIAIS

29°C

Botelho escanteia procura por vice e garante foco em composição da chapa de vereadores

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Fred Moraes

Única News

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado estadual Eduardo Botelho (União Brasil), pré-candidato a prefeito de Cuiabá, garantiu que por hora, não está buscando alguém para compor chapa e ocupar cadeira de vice-prefeito. O deputado disse estar preocupado em montar uma chapa forte de vereadores para servir de sustentação para seu projeto de campanha.

Durante entrevista à imprensa no início da semana, o pré-candidato explicou que em razão do prazo para filiações partidárias estar próximo do fim, tem se empenhado em conversar com lideranças fortes de expressiva votação para garantir uma boa base eleitoral em Cuiabá. Além disso, ressalta que a busca por um vice-prefeito, ou uma vice-prefeita, se dará após o mês abril.

“Não é o momento disso. Agora é o momento de montarmos o grupo de apoio, acomodarmos os pré-candidatos a vereadores dos partidos aliados. Temos até março para fazer isso, até porque dia 5 de abril encerra as filiações. Então trabalhamos prioritariamente isso, acomodar e montar chapas equilibradas, esse será o foco até abril”, pontua Botelho.

O prazo citado por Botelho é o de janela partidária, que começa em 07 de março estendendo até 05 de abril. É neste período em que vereadoras e vereadores eleitos poderão trocar de partido para concorrer às eleições sem perder o mandato. Além disso, é o prazo final para pré-candidatos que vão pleitear o cargo de vereador se acomodarem em partidos que se identificam.

Conforme o deputado, todos os nomes ventilados nos bastidores políticos como sugestões de vice são positivos. A ideia é que Botelho tenha uma mulher em sua chapa eleitoral e desde então nomes como as vereadoras Michelly Alencar (União Brasil), Maysa Leão (Republicanos) e a médica Natasha Slhessarenko (PSB) foram ventiladas.

“Mais para frente poderemos começar essa discussão. Natasha é um excelente nome, médica histórica, a Mônica Carvalho – esposa de Mauro Carvalho – é outro excelente nome. Maysa, Michelly são nomes que serão colocados. Depois iremos discutir”, finaliza o presidente da Assembleia.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS