REDES SOCIAIS

16°C

Comissão no Senado aprova dois indicados de Lula para diretorias no Banco Central

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado aprovou nesta terça-feira (28) os nomes de Rodrigo Alves Teixeira e Paulo Picchetti para cargos de diretoria no Banco Central.

Os economistas foram indicados pelo governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em outubro. Eles ainda precisam ser aprovados pelo plenário principal do Senado antes de serem nomeados.

Alves Teixeira foi aprovado pela CAE por 22 votos a 1. Picchetti, por 20 votos a 1 e 1 abstenção.

Nesta segunda (27), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou que a Casa fará um esforço concentrado, entre 12 e 15 de dezembro, para votar indicações em plenário.

Teixeira e Picchetti assumirão as vagas de Maurício Moura e Fernanda Guardado, que ficarão nos cargos até dezembro deste ano.

Texeira foi indicado para a diretoria de Relacionamento, Cidadania e Supervisão de Conduta, que coordena as atividades de prevenção à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo, supervisiona a conduta das instituições financeiras e coordena a promoção da Cidadania financeira no Brasil.

Já Picchetti foi nomeado para assumir a diretoria de Assuntos Internacionais e Gestão de Riscos Corporativos, que atua, principalmente, na coordenação da análise da conjuntura internacional e os possíveis desdobramentos ao país e define estratégias de atuação junto a organismos internacionais.

Veja abaixo o momento das indicações anunciadas pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad:

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Perfis

  • Rodrigo Alves Teixeira

O indicado para assumir a diretoria de Relacionamento Cidadania e Supervisão de Conduta do Banco Central é formado, mestre e doutor em economia pela Universidade de São Paulo (USP) e em 2002 se tornou servidor do Banco Central.

Entre 2013 e 2015 foi chefe de gabinete e vice-secretário da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão da Prefeitura Municipal de São Paulo, durante gestão do então prefeito Fernando Haddad. De lá, saiu para ser assessor na Secretaria de Orçamento Federal do MPOG e na Casa Civil da Presidência da República, durante o governo Dilma Rousseff.

Atualmente está lotado na Casa Civil como cargo secretário-adjunto da Secretaria Especial de Análise Governamental.

  • Paulo Picchetti

Já Paulo Picchetti, indicado para assumir a diretoria de Assuntos Internacionais e Gestão de Riscos Corporativos é economista formado pela PUC, com mestrado na USP e doutorado pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos.

Já atuou como analista econômico de bancos, como pesquisador, coordenador e diretor da Fundação Instituto de Economia (FIPE) e atualmente é professor na escola de economia e coordenador do índices de preços ao consumidor e do mercado imobiliários, todos pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS