REDES SOCIAIS

22°C

Em conversa com Pacheco, Lira rejeita proposta e mantém impasse sobre medidas provisórias

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O encontro entre os presidentes da Câmara e do Senado, Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (PSD-MG), no horário do almoço nesta quarta-feira (22) teve resultado indigesto.

Lira não aceitou a proposta do Senado de resolver o impasse sobre o rito de tramitação das medidas provisórias com uma “alternância” entre as Casas. Por essa ideia, uma MP começaria a tramitar pela Câmara, e a medida seguinte, pelo Senado.

O presidente da Câmara insistiu na defesa da institucionalização do sistema instituído durante a pandemia de Covid, em que todas as MPs entram no Congresso pela Câmara, sem a formação de uma comissão mista.

De forma dura ? para surpresa de Pacheco ?, Lira disse que, se o STF restabelecer o rito constitucional ou houver um ato de força do Congresso restaurando as comissões mistas, Lira não vai mais pautar medidas provisórias.

Neste caso, disse Lira, segundo relatos, o governo teria que transformar as medidas provisórias em projetos de lei de urgência.


window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Terminado o encontro, Pacheco relatou a interlocutores o impasse com Arthur Lira.

Os líderes no Senado decidiram se reunir na tarde desta quarta, e devem defender o restabelecimento imediato do trâmite constitucional com a instalação das comissões mistas.

O governo foi informado do resultado da reunião e demonstrou preocupação.

Procurado pelo blog antes do encontro, Lira foi categórico: disse que a ideia de passar a alternar com o Senado a recepção das MPs “não tem aval de nenhum líder da Câmara”.


window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS