REDES SOCIAIS

28°C

Embaixador de Israel é cobrado após evento com Bolsonaro

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

A presença de Jair Bolsonaro (PL) num evento da Embaixada de Israel na Câmara dos Deputados na terça-feira (8) causou mal-estar entre representantes da comunidade israelense no Brasil.

O encontro, organizado para exibir atrocidades do Hamas contra o povo israelense durante o ataque de 7 de outubro, tinha com convidados parlamentares.

Bolsonaro, entretanto, apareceu no evento ? segundo o advogado do presidente, Fabio Wajngarten, a convite do deputado federal bolsonarista Gustavo Gayar (PL-GO).

A surpresa, entretanto, não foi bem-vista ? tanto que, na noite de quinta (9), a embaixada divulgou uma nota para negar ter convidado o ex-presidente.

“Convidamos parlamentares e apenas parlamentares. A presença do ex-presidente não foi coordenada pela Embaixada de Israel e não era conhecimento antes do evento, ocorrendo de forma fortuita”,

A nota foi emitida no mesmo dia em que o embaixador israelense, Daniel Zonshine, foi cobrado por representantes da comunidade israelense.

“Ontem [quinta] teve uma cerimônia em Brasília de combate ao antissemitismo e a gente teve uma conversa muito dura com ele [embaixador]”, disse ao blog uma fonte dessa comunidade.

Bolsonaristas usam evento para capitalizar aval para brasileiros saírem de Gaza

A presença indesejada de Bolsonaro no evento tem sido usado por bolsonaristas para atribuir ao ex-presidente a responsabilidade pela autorização para a saída de brasileiros da Faixa de Gaza, ocorrida na noite de quinta (9). A hashtag “#BolsonaroNobelDaPaz” está entre os assuntos mais comentados no Twitter na manhã desta sexta-feira (10).

“Bolsonaro nãotem nenhuma relação com a questão. Zero. Nem o Bolsonaro e muito menos o embaixador”, diz a fonte da comunidade israelense ouvida pelo blog.

À GloboNews, o chanceler brasileiro, Mauro Vieira, disse essa suposta participação de Bolsonaro “não passa de conjectura”.

“Eu não falo com o embaixador de Israel aqui, eu falo com o chefe dele, que é o Ministro das Relações Exteriores, que me garantiu nos últimos 30 dias, temos conversado constantemente, mais recentemente falei quatro vezes com ele por telefone, a última vez foi ontem e que ele deu garantias que o governo de Israel que os brasileiros estariam na próxima lista”, disse.

O blog procurou o embaixador de Israel, mas não obteve reposta até a publicação deste post.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS