REDES SOCIAIS

19°C

Haddad cancela viagem que faria à China para debater crise argentina com banco do Brics

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, cancelou a viagem que faria à China para participar de uma reunião do Novo Banco de Desenvolvimento (NBD), o Banco do Brics, com sede em Xangai.

O objetivo da viagem, inicialmente um pedido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seria discutir alternativas de socorro à Argentina, que vive uma crise econômica e uma escalada de inflação em pleno ano eleitoral.

Há possibilidade, entretanto, de o ministro poderá participar virtualmente da reunião do NBD. A instituição é presidida atualmente pela ex-presidente Dilma Rousseff.

De acordo com interlocutores do Ministério da Fazenda, o cancelamento está relacionado com a agenda interna, que está movimentada.

No Brasil, o ministro coordenará as negociações com o Senado Federal para a aprovação do arcabouço fiscal, a nova regra para as contas públicas, já aprovada pela Câmara dos Deputados.

Além disso, a expectativa é de que a reforma tributária sobre o consumo, outra prioridade do governo no Legislativo, comece a caminhar mais rapidamente na Câmara dos Deputados.


window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Nesta semana, o relator da reforma tributária, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), afirmou que o parecer do grupo de trabalho que discute a proposta será apresentado no dia 6 de junho.

O governo trabalha para que a proposta seja aprovada pela Câmara dos Deputados até meados de julho, quando entra em recesso o Congresso Nacional.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS