REDES SOCIAIS

26°C

Júlio diz que candidatura de Bivar seria um ?fracasso? e que tendência do União Brasil é apoiar Bolsonaro

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

O ex-governador Júlio Campos afirmou na noite da segunda-feira (30), durante a inauguração da sede do União Brasil em Cuiabá, que a oficialização da pré-candidatura à presidência da República de Luciano Bivar, presidente nacional da sigla, “seria um fracasso”. Segundo Júlio, parte da sigla apoia a reeleição do atual presidente Jair Bolsonaro (PL).

“Eu acredito que é para marcar presença nesse momento, e até a possibilidade de emplacar um vice. Eu não acredito, nessa altura do campeonato, em provisão à uma candidatura presidencial, é muito complicado. Seria um fracasso, porque a maioria do partido, a tendência é apoiar a reeleição do presidente Bolsonaro. Nessa altura do campeonato, faltando um mês e meio para as convenções, dificilmente emplacaria”, enfatizou.

O União Brasil lança oficialmente a pré-candidatura de Bivar nesta terça-feira (31). O projeto político é visto de maneira isolada, já que partidos como o MDB, PSDB e Cidadania estão articulando a candidatura da senadora Simone Tebet (MDB-MS), após a desistência do ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) em disputar o pleito.

Apesar do aceno, segundo o Estadão, integrantes do União Brasil já teriam recebido o aval da cúpula nacional para apoiarem a reeleição de Bolsonaro. Os correligionários acreditam que o objetivo da candidatura de Bivar é rachar a terceira via e fortalecer a reeleição do atual presidente.

Para Júlio, a candidatura de Bivar seria viável com uma conversação ampla com a chamada terceira via. Entretanto, o ex-governador não acredita na ‘quarta via’, que seria o projeto político de Bivar.

“Se você para emplacar uma terceira via, com uma conversação prosperando, até era viável, desde que fosse mantido o nome do Sérgio Moro na chapa, que era um candidato que tinha 10% na opinião, e que atraísse também o Ciro Gomes, que mantivesse o João Doria. A própria terceira via já está inviabilizada, então para que inventar a quarta via? Eu acho que até poderia passar [na convenção partidária], porque o partido foi montado por ele, ele é o presidente nacional. Vamos aguardar, eu acho que tudo é diálogo. Até para marcar presença, eu acho bom”, concluiu.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS