REDES SOCIAIS

18°C

Lula diz que país pode ‘caminhar’ para que candidatos não paguem taxa de inscrição do Enem

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) visitou neste domingo (5) o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em Brasília.

O Inep é o órgão responsável pela organização das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A prova é aplicada no país inteiro para selecionar estudantes que terão vagas em universidades.

Lula visitou uma sala de situação do Inep, que monitora a realização do exame. O presidente estava acompanhado da primeira-dama, Janja da Silva, e dos ministros Paulo Pimenta (Comunicação Social) e Camilo Santana (Educação).

Após a visita, Lula e Santana concederam uma entrevista. O presidente voltou a afirmar que investimentos em educação e defendeu que o país encontre uma forma de tornar o Enem mais atrativo para os jovens.

Uma ideia citada por Lula foi a de isentar os candidatos do pagamento da taxa de inscrição. Neste ano, a taxa de inscrição custou R$ 85.

“Eu digo sempre que investir em educação não é gasto, é investimento. Acho que a gente vai caminhar para que as pessoas não precisem nem sequer pagar taxar do Enem. A gente vai ter que fazer uma combinação para que a gente torne mais atrativa a esses jovens se inscreverem para fazerem o seu Enem e poderem entrar na universidade”, disse Lula.

Atualmente, parte dos candidatos pode solicitar a participação gratuita do Enem. Segundo o Inep, é preciso se enquadrar nos seguintes perfis:

  • Estar matriculado na 3ª série do ensino médio (neste ano de 2023) em escola da rede pública declarada ao Censo Escolar;
  • Ter feito todo o ensino médio em escola pública ou como bolsista integral em escola privada;
  • Ser membro de família de baixa renda com registro no Cadastro Único para programas sociais do governo federal (CadÚnico).

Conforme o Inep, foram mais de 3,9 milhões de inscritos no Enem neste ano. Dos participantes, 63% (2.481.562) não precisaram pagar pela inscrição e 37% (1.452.430) tiveram de quitar a taxa.

Na entrevista, Lula foi questionado sobre a possibilidade de mudança na meta fiscal de 2024, mas o presidente não quis responder. O governo propôs ao Congresso meta de déficit zero nas contas, porém o próprio Lula já admitiu que “dificilmente” o resultado será alcançado.

“[Sobre] Meta fiscal você me pergunta segunda feira. Hoje é dia de Enem”, argumentou aos repórteres.

Falta de energia em São Paulo

O ministro da Educação, Camilo Santana afirmou na entrevistas que todos os problemas causados pelas chuvas em São Paulo foram sanados.

“Nenhuma intercorrência. Os problemas que tínhamos de falta de eletrificação nas escolas foram sanados”, afirmou o ministro.

Logo depois, Lula reforçou que as chuvas no país não irão atrapalhar a aplicação do Enem e disse que conversou com o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira.

“Essa tranquilidade do anúncio do ministro Camilo é muito importante porque ontem nós estávamos um pouco preocupados com a informação de que por volta de 400 escolas não poderia ter o Enem por causa da chuva e da falta de energia em algumas escolas, eu conversei ontem de manhã com o ministro das Minas e Energias, que conversou com o companheiro Camilo, que conversou com a agência nacional, ele se comprometeram de que hoje todas as escolas estariam prontas para fazer o Enem ou estariam prontas com energia consertada ou aquela que não tivesse pronta teria gerador”, afirmou o presidente.

O presidente afirmou também que se algum candidato tiver problemas devido as chuvas, ele será beneficiado em outra prova.

“Pode ser que em alguma cidade por conta da chuva, quem sabe no paraná ou em Santa Catarina tenha algum problema, mas se tiver problema esses meninos e meninas serão beneficiados na outra prova do Enem”, afirmou.

Neste domingo (5), os alunos inscritos no exame farão as provas de linguagens e ciências humanas, além da redação. Na semana que vem, serão feitas as provas de ciências da natureza e matemática.

Os portões dos locais de prova abriram às 12h e foram fechados às 13h. Ao todo, quase 4 milhões de candidatos estão inscritos para o Enem.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS