REDES SOCIAIS

21°C

Lula, Pacheco, Lira e Fachin sobrevoam áreas atingidas pelas enchentes no RS

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobrevoou neste domingo (5) áreas atingidas pelas enchentes no Rio Grande do Sul.

Lula fez o sobrevoo de helicóptero entre Canoas e Porto Alegre acompanhado dos presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Edson Fachin.

O presidente levou uma comitiva dos três poderes até o estado, que registra 66 mortes após uma semana de chuvas que transbordaram rios e alagaram cidades. Em uma rede social, Lula afirmou que viajou ao estado para ‘fortalecer o trabalho de apoio ao povo gaúcho’.

Lula desembarcou em Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre, por volta das 10h30, acompanhado da primeira-dama, Janja Lula da Silva, de 13 ministros, Lira, Pacheco, Fachin e o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas.

A comitiva foi recebida pelo governador Eduardo Leite (PSDB) e seguiu para Porto Alegre. No 3º Regimento de Cavalaria do Exército, o presidente participa de reunião com autoridades federais, estaduais e municipais.

Lula faz a segunda visita ao Rio Grande do Sul desde o começo das ações de resposta à tragédia provocada pelos temporais. O presidente esteve na quinta-feira (5) em Santa Maria. Na ocasião, Leite declarou que se trata do ‘maior desastre climático do estado’.

O governador declarou estado de calamidade, reconhecido pelo governo federal, que instalou uma sala de situação em Brasília e um escritório no Rio Grande do Sul para monitorar as ações.

No momento, o esforço de resgate está concentrado em Porto Alegre e na região metropolitana, nas cidades de Eldorado do Sul, Canoas e Guaíba.

Em Porto Alegre, o Guaíba transbordou e avançou sobre ruas e avenidas. A estação rodoviária da cidade foi inundada e as viagens foram suspensas. Já o Aeroporto Salgado Filho foi fechado “devido ao elevado volume de chuvas”.

O nível do Guaíba chegou a 5,3 metros de altura, acima da marca de 4,76 metros registrada ne enchente histórica de 1941.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS