REDES SOCIAIS

18°C

Lula participou de 11 reuniões bilaterais no G7; presidente da Ucrânia ficou de fora

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se reuniu com 11 autoridades internacionais em sua participação oficial na cúpula de líderes do G7, em Hiroshima, no Japão. É a sétima vez que o presidente Lula é convidado a participar do encontro que reúne as maiores economias do mundo.

O presidente brasileiro se reuniu, por exemplo, com líderes de integrantes plenos do G7, como Emmanuel Macron, presidente da França; primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida; e o primeiro-ministro da Alemanha, Olaf Scholz.

Além disso, também se reuniu com os líderes da Índia, Narendra Modi, com quem o Brasil tem relações próximas.

Lula também se reuniu com o presidente da Indonésia, Joko Widodo, com quem o Brasil quer, ao lado da República Democrática do Congo, criar uma Cúpula das Florestas, reunindo os países que detém grandes áreas de florestas tropicais.

Lula não encontrou Zelensky e Biden

Lula e o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, não tevieram uma reunião bilateral durante a cúpula dos líderes do G7 por “incompatibilidade de agendas”.

Segundo o governo brasileiro, a possibilidade de uma reunião chegou a ser negociada e uma sala de reunião foi montada para o encontro. No entanto, “por incompatibilidade de agendas”, a reunião não aconteceu.

De acordo com o governo brasileiro, Lula chegou a oferecer mais de um horário, mas a equipe do presidente ucraniano não conseguiu encaixar a reunião na agenda de Zelensky.

Ao ser questionado se ficou decepcionado pelo fato da reunião não ter acontecido, o presidente ucraniano disse ironicamente que achava que Lula deveria ter ficado decepcionado. Zelensky se reuniu neste domingo (21) com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

Lula também iria se reunir com o presidente americano, no entanto, segundo o governo brasileiro, Biden queria uma reunião com os chefes de estado da Indonésia, Índia e Brasil, mas não foi possível coordenador as agendas.

Com quem Lula se reuniu

Durante a estadia no Japão, entre sexta e domingo, o presidente Lula participou de reuniões bilaterais com 11 autoridades internacionais, foram elas:

  • primeiro-ministro da Austrália, Anthony Albanese;
  • secretário-geral da Onu, António Guterres;
  • presidente da de Comores, Azali Assoumani;
  • presidente da França, Emmanuel Macron;
  • primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida;
  • presidente da Indonésia, Joko Widodo;
  • primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau;
  • diretora-geral do FMI, Kristalina Georgieva;
  • primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi;
  • chanceler da Alemanha, Olaf Scholz; e
  • primeiro-ministro do Vietnã, Pham Minh Chinh.

De quais assuntos Lula tratou no G7?

Durante as onze reuniões bilaterais no G7, Lula tratou de temas como guerra da Ucrânia, preservação ambiental, reestruturação da governança global, relações comerciais, entre outros.

Com Macron, por exemplo, Lula discutiu a preservação da Amazônia, da qual a França faz parte com o território ultramarino da Guiana Francesa, e a guerra da Ucrânia.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS