REDES SOCIAIS

21°C

Marçal lidera doações para si mesmo, em meio a impasse com candidatura; Pazuello aparece em 2º

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

eO coach e influenciador digital Pablo Marçal (Pros) lidera o ranking dos candidatos que mais doaram para a própria campanha até o momento, apontam dados preliminares do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), coletados nesta quarta-feira (24). Ele doou R$ 551 mil para si mesmo e declarou ter um patrimônio de R$ 17 milhões.

Os candidatos podem doar até 10% dos limites previstos para gastos de campanha no cargo em que concorrer.

Marçal foi registrado como candidato à Presidência pelo Pros, mas o partido, após mudar de comando, retirou o coach da disputa, para apoiar o ex-presidente Lula (PT). Na ocasião, o influenciador classificou a mudança como “golpe” e disse que iria recorrer. O pedido de registro de candidatura ainda não foi avaliado pela Justiça Eleitoral.

Depois de Marçal, aparece entre os maiores autofinanciadores o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello (PL-RJ), que concorre ao cargo de deputado federal. Ele doou R$ 500 mil para sua campanha até o momento.

Senador pelo Paraná que busca a reeleição, Álvaro Dias (Podemos-PR) vem na terceira posição, com um autofinanciamento de R$ 440 mil até o momento. Na última pesquisa Ipec (ex-Ibope) divulgada na terça-feira, ele aparece na frente da disputa, com 35% dos votos, contra 24% do ex-ministro Sergio Moro (União).

Veja mais:

Na quarta posição aparece a ex-ministra Flávia Arruda (PL-DF), candidata ao Senado no DF, que destinou R$ 380 mil para sua campanha.

Com um autofinanciamento de R$ 310 mil, aparecem os candidatos à reeleição para a Câmara Mário Heringer (PDT) e Misael Varella (PSD), ambos de Minas Gerais.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS