REDES SOCIAIS

28°C

Ministro da Agricultura, Carlos Fávaro é exonerado do cargo

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

Circula no Diário Oficial da União desta quarta-feira (22), a exoneração do ministro da Agricultura Carlos Fávaro. Segundo o decreto, assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a demissão foi a pedido de Fávaro, que é senador e deve retornar ao posto para participar de votações na Casa.

No início do ano, Fávaro já tinha sido exonerado junto a outros 12 ministros com cargos legislativos para reforçar a votação dos candidatos do governo à presidência da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). 

Agora, o Senado está discutindo a proposta de emenda à Constituição (PEC) que limita poderes individuais de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A votação foi adiada para esta quarta-feira (22). Além disso, a Comissão de Assuntos Econômicos do Senado tem na pauta desta quarta a votação das propostas sobre a regulamentação das apostas esportivas e a taxação dos super-ricos. A análise ocorre após adiamento por pedido de vista de 24 horas concedido nessa terça (21). Ambas as medidas são tidas como essenciais para que o governo cumpra as metas fiscais de 2024.

 

Fávaro foi eleito senador em 2018 pelo Mato Grosso. No início deste ano, foi nomeado ministro da Agricultura pelo presidente Lula (PT).

A cadeira de Fávaro no Senado foi ocupada pela suplente Margareth Buzetti (PSD), enquanto ele esteve à frente do Ministério da Agricultura. Ela deve retomar o cargo quando Fávaro for renomeado para o comando da pasta.

 

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS