REDES SOCIAIS

18°C

Normativa do Ministério da Saúde deixou trabalho em PSFs menos atrativo, diz prefeito

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB), afirmou na noite desta terça-feira (25), que a Secretaria Municipal de Saúde vai realizar um edital para contratação emergencial de médicos para atender PSFs e unidades de atenção básica, visando suprir a falta de médicos na cidade.

De acordo com o ele, são apenas 10 unidades que estão sem o atendimento devido a falta de efetivo, argumentando que os dois seletivos realizados não foram atrativos para servidores da saúde.

“Não são 38 unidades e nem 31 sem médicos, são 10 unidades sem médicos na atenção primária, na atenção básica nós já estamos cuidando para suprir essa falta de médico. Já fizemos dois seletivos, mas infelizmente não está sendo atrativo para os médicos irem para o PSF na atenção primária, devido a uma normativa do Ministério da Saúde”, disse ele.

A medida do Ministério determina que os médicos permaneçam 8 horas na unidade, impossibilitando que ele tenha uma função em uma unidade privada, fazendo com que a renda do profissional reduza e deixe de ser vantajoso prestar serviço à prefeitura.

Anteriormente, dois médicos realizavam o revezamento entre o período da manhã e a tarde, podendo ter uma jornada dupla.

A fala foi realizada durante sua live semanal.

 

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS