REDES SOCIAIS

17°C

Petrobras: Clarice Copetti ficará como presidente interina até aprovação de Magda Chambriard

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

O Conselho de Administração da Petrobras deve aceitar nesta quarta-feira (15) a demissão de Jean Paul Prates e indicar para seu lugar, interinamente, a diretora de Assuntos Corporativos, Clarice Copetti.

Ela é ligada ao PT, foi vice-presidente da Caixa durante a gestão de Dilma Rousseff, e conta com a confiança do ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira.

Copetti deve ficar no posto até que a assembleia de acionistas aprove o nome de Magda Chambriard, indicada do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), como nova presidente da estatal.

O conselho vai se reunir nesta quarta a partir das 11h para analisar o pedido de demissão de Jean Paul Prates.

Apesar do ofício indicando um pedido de demissão, ele mesmo admitiu para amigos que foi demitido na terça (14) pelo presidente Lula, em agenda que contou também com a participação dos ministros Rui Costa (Casa Civil) e Alexandre Silveira.

LEIA TAMBÉM:

A eleição de Magda Chambriard deve demorar entre 45 e 60 dias. O nome dela precisa passar pela aprovação da governança da estatal, o que é dado como certo porque ela foi funcionária da Petrobras durante 22 anos e diretora-presidente da ANP (Agência Nacional de Petróleo).

A nova presidente deve somente ter de se desligar de uma empresa em que atua na área de petróleo e gás.

Depois da aprovação de Magda Chambriard, ela fará mudanças na diretoria da empresa, principalmente nos postos chaves que são ocupados hoje por nomes da confiança de Jean Paul Prates.

Já no caso do Conselho de Administração não haverá mudanças, apenas a saída de Prates, que também vai pedir desligamento do órgão nesta quarta, para a entrada da nova presidente.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS