REDES SOCIAIS

28°C

Vereador leva bronca por ?furar? fidelidade e votar contra CPI que investiga Emanuel

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Fred Moraes

Única News

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

A presidente municipal do União Brasil em Cuiabá, deputada federal Gisela Simona, em conversa com o , afirmou que o partido tem um posicionamento claro na Câmara Municipal de Cuiabá, que é oposição ao prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), e que o voto contrário do vereador Cezinha Nascimento (União Brasil) à abertura da Comissão Processante de Investigação (CPI) será tema de uma reunião extraordinária no partido.  

Nascimento foi um dos oito parlamentares que votaram contra a abertura da Comissão Processante na sessão ordinária desta terça-feira (12). A CPI foi aprovada e no prazo de 90 dias deverá investigar o prefeito, acusado de chefiar uma organização criminosa na Saúde de Cuiabá. Conforme Gisela, o partido não obrigou nenhum parlamentar sobre a orientação de voto, já que estava sem constituição da Executiva Municipal. Porém, a partir das próximas sessões, os parlamentares devem seguir a “fidelidade partidária”.

“O União Brasil é um partido de oposição ao Prefeito Emanuel Pinheiro. Nessa primeira votação cada vereador votou de acordo com sua convicção pessoal, mas agora com a constituição da Executiva Municipal nós já agendamos reunião da Executiva para deliberar a respeito e vamos conversar com todos os vereadores para ter unidade do partido”, revelou Gisela ao .  

Cezinha Nascimento já havia revelado há alguns dias que deixaria o União Brasil e aguardava o período de Janela Partidária. Especula-se que o vereador se filie ao Partido da Renovação Democrática, o PRD.   Atualmente, o União Brasil conta com duas cadeiras na Câmara, que são ocupadas por Cezinha Nascimento e Michelly Alencar, ambos de primeiro mandato. Porém, a expectativa é que nas eleições municipalistas deste ano a sigla dobre o número de parlamentares, saltando de dois para cinco.  

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS