REDES SOCIAIS

17°C

Vereador que ocupou lugar de Edna afirma que ?já esperava? retorno da petista

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

O vereador Robinson Cireia (PT), que ocupou a vaga deixada pela vereadora Edna Sampaio (PT), disse que não se surpreendeu com a suspensão da cassação da parlamentar e que já esperava seu retorno à Câmara Municipal de Cuiabá. Cireia afirmou que não ficou abalado e nem chateado com a vereadora. Conforme Robinson, ele não depende da cadeira na Casa de Leis para se manter, e continuará defendendo suas bandeiras enquanto sindicalista e militante do Partido dos Trabalhadores.  

“Eu já esperava que acontecesse. É engraçado porque eu fiquei mais abalado na cassação da Edna do que agora, porque eu já esperava que isso já aconteceu. Eu sou um sindicalista, eu trabalho, eu estou na rua, as lutas que encaminhei aqui eu posso fazer como sindicalista. Eu não dependo da vida pública, eu dependo do meu concurso público. Então, para mim é tranquilo, não tem nada de chateação”, reforçou.

O petista ainda pontuou que não possui rusgas com Edna, mesmo depois da parlamentar acusá-lo de não defender suas bandeiras, referindo ao cancelamento da Semana da Consciência Negra, e afirma que as divergências com filiados do PT ele resolve internamente.

“Ela fez essas postagens e eu não respondi nenhuma. Eu defendo o meu partido, não gosto de briga. Nós fizemos a Semana da Consciência Negra, sim, na Casa das Petras. […] A gente não conseguiu se acertar, mas por uma questão burocrática, mas não expresso nenhum ataque a companheiros do partido” finaliza.

A nomeação do suplente foi divulgada em Gazeta Municipal ainda na manhã da segunda-feira, de 16 de outubro, assim que a resolução do processo disciplinar que determinava a perda de mandato da petista foi publicada. A resolução foi assinada pelo presidente da Casa, Chico 2000 (PL), datada no dia 11 de outubro.  

A Justiça anulou a cassação da vereadora Edna Sampaio (PT) nesta quarta-feira (22), por meio da decisão proferida pelo Juiz Agamenon Alcântara Moreno Junior, da Terceira Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá. O magistrado acatou o mandado de segurança impetrado pela defesa de Edna em razão da decadência do PAD n.22704/2023, declarando sua nulidade.  

Ela havia sido cassada por suposto ato de improbidade administrativa do uso ilegal da Verba Indenizatória. Em outubro, foi publicada pela Câmara Municipal de Cuiabá, a resolução que decreta a perda de mandato por quebra de decoro parlamentar após praticar um esquema de “rachadinha” com verbas indenizatórias.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS