REDES SOCIAIS

21°C

Associação da Advocacia Criminal repudia fala de Mendes sobre celulares em presídios

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

A Associação Nacional da Advocacia Criminal em Mato Grosso (ANACRIM-MT), emitiu uma nota de repÚdio nesta segunda-feira (10), sobre uma fala do governador do Estado, Mauro Mendes (União), veiculada pelo neste domingo (9), onde o chefe do Executivo comenta sobre o acesso de detentos do sistema prisional a aparelhos celulares.

Em sua fala, o governador defende a necessidade de leis mais duras para combater a criminalidade. Ao falar sobre os desafios em torno dos celulares que ainda continuam entrando nas unidades, Mendes questiona os métodos utilizados para a aquisição dos aparelhos.

“É um inferno, advogado, sei lá quem que entra e conseguem driblar a segurança. Sei que, infelizmente, vira e mexe, nas inspeções, a gente pega a pessoa com contrabando”, declarou.

Conforme a Associação, a fala atribui aos advogados e advogadas mato-grossenses à prática criminosa.

“A fala foi infeliz e total desrespeito com a Advocacia Criminal, proferiu frases inverídicas e depreciativas, atribuindo aos advogados e advogadas mato-grossenses, prática criminosa, ferindo a honra e a dignidade dos profissionais”, diz trecho.

Além disso, a nota assinada pelo presidente, Rodrigo Moreira Marinho, enfatiza que os profissionais precisam passar por detector de metais e até scanners corporais para ter acesso ao parlatório para falar com os clientes.

“Importante trazer a público que o advogado ao adentrar na unidade prisional precisa passar por detector de metais e até scanners corporais para ter acesso ao parlatório onde fala com seu cliente somente através de um vidro e por meio de um interfone, sendo o ambiente ainda monitorado por câmeras”, completa.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS