REDES SOCIAIS

26°C

Beto define Fábio Garcia como “a mudança que Cuiabá precisa”

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

 

beto e fabinho

 

O deputado estadual Beto Dois a Um (PSB) demonstrou publicamente seu apoio à candidatura de Fábio Garcia (União Brasil) para a Prefeitura de Cuiabá durante uma entrevista nesta semana.

Na ocasião o parlamentar afirmou que o pré-candidato está madurado e que sua vida privada e pública garantem um “choque” de gestão e de transformação no Palácio Alencastro.

“Meu compromisso com o Fábio é desde o início, quando ele anunciou a intenção de ser candidato a prefeito ao governador, eu imediatamente fechei parceria com ele. Entendo que Fábio está muito bem preparado, maduro, e ele é a materialização da mudança que Cuiabá precisa”, declarou Beto.

Questionado sobre a intensa disputa interna dentro do partido de Fábio, que ainda não cravou a definição de candidato em razão do forte empenho do presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, Beto disse não ver divergência como problema e explica serão definidas regras para que cada um possa seguir seus compromissos.

“Não escondo de ninguém que a minha tendência é estar com o Fábio, sou vice-líder do Governo, fruto desse grupo político e é muito natural que meu apoio seja para quem está junto do governo Mauro. O PSB é um partido unido e vai discutir as regras sobre as eleições”, concluiu.

No início da semana, o presidente do partido de Beto, o deputado estadual Max Russi (PSB), relatou que o apoio de Beto para Fábio é algo pessoal e não tem nada a ver com a sigla. Além disso, pontuou que antes de definir apoio para candidaturas, realizará uma reunião com todos os filiados.

“Não está fechado com ninguém, nós nem conversamos com Fábio, nem com ninguém. É opinião pessoal do Beto, tem que respeitar o deputado e a defesa dele. No partido quem manda não é o Max, não é o Beto, Allan, ou Fabinho. É o coletivo, nem abrimos a discussões ainda. Iremos conversar, reunir o partido e definir. Tudo isso são apenas defesas pessoais dele”, explicou à imprensa.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS