REDES SOCIAIS

26°C

Brasil reage a Israel e relação ‘desce mais um degrau’

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

A retirada de Frederico Meyer do cargo do cargo de embaixador do Brasil em Israel é uma reposta do governo ao constrangimento promovido por autoridades israelenses mirando o governo brasileiros.

Em fevereiro, Israel expôs o diplomata no museu do Holocausto em um ato que foi lido como “humilhação” ao governo brasileiro, uma reação considerada acima do aceitável diplomaticamente após Lula comparar a reposta israelense aos ataques do Hamas com o genocídio de judeus pelos nazistas.

Segundo diplomatas, “a relação entre Brasil e Israel desceu mais um degrau”, e a oficialização disso por parte do governo brasileiro se deu nesta quarta.

Ainda segundo fontes ouvidas pelo blog a decisão veio agora porque a relação com Israel desde então não mudou, não melhorou. “A gente esperou, nada melhorou nas relações e a situação pela qual o embaixador teve que passar foi muito muito ruim”, afirmou um diplomata.

Frederico Meyer estava à frente da Embaixada do Brasil em Israel quando declarações do presidente Lula sobre o conflito entre o exército israelense e o grupo terrorista Hamas geraram uma crise diplomática.

Ao comparar a resposta israelense aos ataques do Hamas com o que Adolf Hitler fez com os judeus no século passado, Lula irritou autoridades de Israel e foi declarado “persona non grata” no país. Na ocasião o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu disse que o brasileiro havia cruzado a ?linha vermelha?.

Na sequência, o chanceler israelense, Israel Katz, levou Meyer ao Museu do Holocausto, o que foi visto por diplomatas brasileiros como uma forma de ?humilhar” o diplomata e, consequentemente, o próprio Brasil.

Diante do que considerou ser um constrangimento, Lula chamou Meyer ao Brasil para consultas. A medida é excepcional e, na linguagem diplomática, representa uma forma de o Brasil demonstrar insatisfação com Israel.

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Novo cargo para Meyer

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nomeou o diplomata Frederico Meyer para o cargo de representante do Brasil junto à Conferência do Desarmamento, em Genebra, na Suíça.

A nomeação foi assinada nesta terça-feira (28) e publicada no “Diário Oficial da União” nesta quarta (29). Com o ato, Meyer foi oficialmente retirado do cargo de embaixador do Brasil em Israel. O escritório em Tel Aviv ficará a cargo do diplomata Fábio Moreira Farias, que atualmente é o número dois da embaixada.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS