REDES SOCIAIS

19°C

Deputado alerta explosão de transtornos mentais e cobra políticas públicas

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

O deputado estadual, Carlos Avallone (PSDB).

O deputado estadual Carlos Avallone (PSDB), chamou a atenção do executivo estadual para uma epidemia de doenças “silênciosas”, as doenças ligadas à saúde mental. Diante do aumento do número de casos de ansiedade, depressão e suicídio consecutivamente em todo o país, Avallone afirmou querer implementar no Estado diversas ações de combate visando coibir os casos e tratar com dignidade pacientes que não possuírem recursos. 

Em entrevista à Rádio Cultura FM, o deputado afirmou que tem levado o tema para a casa de leis em audiências públicas e que a saúde mental precisa ser visto com mais atenção pelo poder público. Avallone afirmou que atualmente o Governo possui o caixa azul e que além das obras de infraestrutura é preciso cuidar da alma das pessoas. 

“Olha esse tema é diferente, eu tenho falado que nós estamos muito bem no Estado financeiramente. As obras estão indo bem, muito hospital, escola, pontes… mas nossa vida não é só isso. Nós precisamos cuidar da alma das pessoas, depois da pandemia estamos com problemas sérios em depressão, suícidio, ansiedade e outras. E o poder público não está preparado, não tem psicólogo, não tem psiquiatra, nem o CAPS. Hoje não tem lugar para pacientes em crises. Existem muitos problemas”, contou.

Avallone explicou que pode presenciar pacientes ainda dentro de casa, quando as duas filhas foram diagnosticadas com um quadro de depressão. O parlamentar ressaltou que por ter condições conseguiu pagar especialistas para as filhas. E a partir daí, a pedido de uma das filhas pensou na criação de políticas públicas, o que resultou na criação do “Projeto Escuta” fruto de algumas parcerias com profissionais. O projeto atende mais de 300 pessoas, sendo 62 crianças. 

“Nós temos que transformar isso em políticas públicas, eu sou presidente da Comissão de Orçamento. Nós temos dinheiro para fazer a obra, e temos dinheiro para colocar onde a população tá precisando. Quando nós abrimos uma “câmara temática”, para discutir isso, foi impressionante como veio todo mundo. É uma epidemia mundial, o Brasil é o país que mais tem depressão no mundo”, afirmou.

Finalizando a entrevista, o deputado afirmou que já levou para o governador do Estado, Mauro Mendes (UB), a demanda e aguarda a efetivação das ações. 

 

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS