REDES SOCIAIS

24°C

Mendes escanteou a gente por opção política, diz Fávaro

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

O senador licenciado Carlos Fávaro (PSD), declarou nesta última sexta-feira (15), durante entrevista ao Jornal do Meio-Dia, da TV Vila Real, que ele e Neri Geller (PP), foram escanteados pelo governador Mauro Mendes (União Brasil), por questões de movimento político.

A fala faz referência ao “alinhamento” de Mendes com o presidente Jair Bolsonaro (PL), que em Mato Grosso, já possui seu candidato ao Senado. O correligionário, Wellington Fagundes, que busca reeleição.

“Em determinado momento, as coisas políticas mudaram, e ele [Mendes] escanteou a gente. Colocou a gente para fora do seu grupo político e caminhando para um outro rumo, que eu respeito, faz parte da democracia”, disse ele.

Na última semana, a primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro (PV), indicada como 1ª suplente de Neri ao Senado, já havia revelado que o progressista foi escanteado, preterido e patrolado por Mendes, em busca de apoio da chamada “onda bolsonarista”.

“O Neri foi preterido, todo mundo sabe. Ele foi jogado para escanteio, ele era o candidato do grupo e me solidarizei com ele uns 20 dias atrás, porque chutaram ele. Literalmente, chutaram ele, sendo que ele era o candidato do grupo. E aí, vem Wellington Fagundes e Mauro, Mauro e Wellington, patrolou para ter apoio do Bolsonaro”, disse ela.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS