REDES SOCIAIS

28°C

Rosa diz que aceita apoio dos “Pinheiros” na corrida a Prefeitura de Cuiabá; Lúdio rejeita

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

O diretório municipal do Partido dos Trabalhadores (PT), em Cuiabá, recebeu na tarde desta sexta-feira (10), as inscrições de duas pré-candidaturas para disputar a Prefeitura de Cuiabá nas eleições do ano que vem. Disputarão as prévias da legenda o deputado estadual Lúdio Cabral e a ex-deputada federal e diretora da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), professora Rosa Neide.

Embora pertençam a mesma sigla, Lúdio e Rosa têm posicionamentos bem distintos e contraditórios sobre a disputa, especialmente no tocante à relação partidária e da própria campanha com o atual prefeito da capital, Emanuel Pinheiro (MDB).

Lúdio sempre foi categórico em demonstrar sua total rejeição ao apoio de Emanuel. O prefeitável afirma que, caso venha ser o escolhido da federação Brasil da Esperança, composta por PT, PV e PCdoB, prezará pelo respeito ao vice-prefeito José Roberto Stopa (PV). Contudo, Lúdio não poupa críticas à gestão Pinheirista, especialmente quando o assunto é saúde e mobilidade urbana.

“O nosso desafio será como superar os problemas que a população sofre hoje para ser atendida com dignidade na Saúde. Ou como resolver o drama da mobilidade urbana. Vocês viram nesta semana uma paralisação de uma empresa de ônibus, que produziu transtornos para quase metade da população trabalhadora de Cuiabá. Nós temos que debater e construir soluções para os problemas da mobilidade urbana, para a moradia e o saneamento”, disse Cabral.

“Essas questões é que nós temos que preparar Cuiabá, para que consigamos viver em Cuiabá daqui a alguns anos. (…) Buraco na rua não tem ideologia. Problema concreto da cidade, que precisa ser enfrentado, e é esse o debate que nós faremos. É lógico que da forma mais respeitosa possível, porque a população espera de nós um posicionamento respeitoso, para que ela faça a melhor escolha”, acrescentou

Por outro lado, Rosa Neide disse que não dispensará nenhum apoio político, nem mesmo do atual prefeito, enfatizando ainda que, decisões como esta, são frutos de “maturidade política”.

“Eu sempre disse que voto a gente não perde o de ninguém. E quem quiser apoiar, pode apoiar, não tem problema nenhum. A discussão do projeto e a elaboração dele terá todas as mãos necessárias para incluir a maior diversidade possível. Então, se alguém disser que vai apoiar, eu vou agradecer e ficar muito feliz com o apoio. Eu acho que a minha maturidade requer que eu tenha atitudes de estadista, de uma conversa democrática com as pessoas”, afirmou.

“Eu não apoio o atual Governo do Estado e nem apoio o prefeito de Cuiabá. Mas, [apoio] o que é republicano para nossa cidade, o que é republicano paro nosso Estado. Eu conversei com o prefeito Emanuel Pinheiro, pela amizade muito grande, não tenho problema com isso. Sou amiga do deputado federal Emanuelzinho, que foi meu colega de Parlamento. Então, não tenho problema nenhum com a ‘companheirada’ dentro do partido. Eu me dou muito bem com todos e todas sem nenhuma diferença”, completou Rosa.

Lúdio Cabral entregou nesta sexta-feira (11), 859 assinaturas de filiados do partido que apoiam a sua pré-candidatura ao Palácio Alencastro, enquanto Rosa Neide entregou apenas 174 assinaturas de apoiadores.

Os dois devem passar pela primeira votação interna, em reunião do diretório do PT. Se nenhum dos dois conseguir o apoio de dois terços dos 38 membros do diretório, a definição do candidato do PT será feita no encontro de delegados do partido, agendado para o dia 2 de dezembro.

Depois disso, o nome escolhido pelo PT de Cuiabá vai ser apresentado à Federação Brasil da Esperança.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS