REDES SOCIAIS

28°C

António Oliveira diz que Cuiabá perdeu dois pontos contra o Atlético-GO: “Sabor amargo”

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O empate do Cuiabá em 1 a 1 contra o Atlético-GO não agradou António Oliveira. Ao analisar o confronto do último domingo, no Antônio Accioly, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico auriverde afirmou que sua equipe deixou escapar dois pontos.

A insatisfação do treinador português se dá pelo contexto do jogo. O Dourado atuou com um jogador a mais em todo o segundo tempo, após a expulsão do zagueiro atleticano Lucas Gazal aos 44 minutos da etapa inicial.

– A sensação clara que me fica é que deixamos dois pontos aqui. O adversário coloca-se numa situação de inferioridade, mas é preciso de engenho e arte para ter qualidade e criar várias chances reais contra uma equipe que praticamente abdicou de jogar no segundo tempo. Colocou uma linha de seis. Nossa equipe circulou, teve capacidade para ter a bola, não deu espaço para o adversário transitar e acho que teve chances suficientes para ganhar o jogo. O que eu disse aos jogadores é que um ponto para nós em qualquer campo sempre será insuficiente. Essa é mentalidade de clube pequeno. Se querem minha permanência aqui, minha forma de pensar é sempre grande.

Os donos da casa saíram na frente, com Churín, aos 33 do primeiro tempo. O Cuiabá pressionou, encurralou o time goiano, mas chegou ao empate apenas aos 35 do segundo tempo, com Rodriguinho. Com o resultado, o Dourado permanece na 16ª colocação, com 24 pontos, mas pode ser ultrapassado pelo Avaí e voltar à zona de rebaixamento.

– O adversário no primeiro tempo deu duas finalizações na baliza, uma delas foi o gol, numa situação de erro nosso, em que somos fortíssimos, naquilo que é o controle da largura em bloco baixo, em que fomos demasiados passivos e que pagamos caro. Os jogadores têm, de uma vez por todas, acreditar que são bons, que têm qualidade individual e que conseguem fazer uma organização forte. Acho que jogamos bem no segundo tempo, mas é preciso saber jogar na inferioridade. Portanto, que os jogadores acreditem cada vez mais que podem, em qualquer espaço, contra qualquer adversário, lutar sempre pelo três pontos. Já falei que estou satisfeito pela reação, pela qualidade de jogo dentro da estratégia. Este era um cenário que tínhamos previsto. Soubemos dar a resposta, mas saio com um sabor amargo porque acho que deixamos dois pontos, com todo respeito ao adversário.

O setor visitante do estádio contou com a presença de torcedores cuiabanistas. António Oliveira agradeceu o apoio e convocou a torcida para comparecer em massa no duelo contra o Santos, no próximo domingo.

– Quero dar uma palavra aos torcedores que estiveram aqui presentes. Foram mais uma vez importantes. Para eles, o nosso obrigado. Evidente que são dois jogos com grau de dificuldade elevado, contra dois grandes emblemas do futebol brasileiro. Mas eles têm uma palavra determinante e eu apelo de uma forma massiva, porque sei que agora vem o Santos e, se calhar, 50% do estádio será santista. Nós queremos todos os cuiabanos presente. Estão convocados a comparecer. Eu convido a fazer parte desta família, porque vai valer a pena no fim.

O Dourado recebe o Peixe às 17h (de MT) do próximo domingo, na Arena Pantanal, pela 24ª rodada do Brasileirão. Depois disso, enfrenta o São Paulo também em casa, na semana seguinte.

Fonte GE Esportes

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS