REDES SOCIAIS

16°C

Manipulação: Mateusinho, do Cuiabá, é suspenso por 30 dias pelo STJD

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O lateral-direito Mateusinho, atualmente no Cuiabá, está suspenso preventivamente por 30 dias pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por ser um dos investigados na Operação Penalidade Máxima, do Ministério Público de Goiás, que investiga suspeitas de manipulação no futebol brasileiro.

O clube foi notificado pelo STJD na última sexta-feira. O retorno do jogador era esperado para o confronto contra o Coritiba após cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo, mas ele ficou de fora dos relacionados por conta da decisão.

A denúncia foi ofertada pela Procuradoria de Justiça Desportiva. Outros quatro atletas foram citados no documento e também estão suspensos por 30 dias. São eles: Allan Godói e Paulo Sérgio, do Operário-PR, André Queixo, do Ituano e Ygor Catatau, do Sampaio Corrêa.

– Os fatos são gravíssimos e repercutem com enormes prejuízos ao desporto nacional, sendo plenamente justificadas as razões que autorizam a medida excepcional de suspensão preventiva de todos os cinco atletas denunciados, acima nominados, pelo prazo máximo de 30 dias, conforme previsto na legislação. Diante do exposto, defiro a suspensão preventiva dos denunciados pelo prazo de 30 dias – diz parte do ofício.

Mateusinho virou réu da Operação Penalidade Máxima por suspeita de participação em esquema de manipulação de partidas no futebol brasileiro. Em 2022, quando defendia o Sampaio Corrêa, ele teria aceitado cometer um pênalti no primeiro tempo do jogo contra o Londrina, pela última rodada da Série B da temporada passada.

Fonte GE Esportes

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS